Chineses choram saída precoce de ídolo nacional da Olimpíada

O principal favorito da China à medalha de ouro no atletismo e ídolo nacional lesionou-se nesta segunda-feira e está fora da Olimpíada de Pequim. O velocista chinês Liu Xiang se machucou durante uma das eliminatórias dos 100 metros com barreira diante de 91 mil torcedores no estádio Ninho de Pássaro.

BBC Brasil |

O técnico do atleta, Sun Haiping, disse que Liu Xiang teve duas lesões - uma no pé e outra na perna. O velocista teria sido avaliado por médicos no sábado e liberado para competir, mesmo com uma lesão. O técnico chorou muito durante a coletiva de imprensa.

A saída precoce de Liu Xiang - uma das maiores celebridades esportivas do país - provocou uma onda de tristeza entre os torcedores chineses, com choro de jornalistas, dirigentes e esportistas.

Choro
Liu foi ovacionado ao chegar para competir nas eliminatórias dos 100 metros com barreira nesta segunda-feira no Estádio Olímpico.

Uma hora antes do aquecimento do atleta, já havia boatos na arquibancada de que ele não conseguiria completar a corrida eliminatória.

Liu sentiu a lesão logo na primeira corrida do dia, que teve a largada queimada por um dos competidores. O atleta sequer voltou para a segunda largada, deixando os torcedores perplexos e calados no estádio.

A notícia chocou os torcedores em todo o país. O apresentador da televisão chinesa que está transmitindo os Jogos chorou no ar ao dar a notícia sobre a lesão de Liu.

O chefe da equipe chinesa de atletismo, Feng Shouyong, disse que o atleta estava sob muita pressão com a expectativa dos chineses.

"Desde Atenas, o maior objetivo dele era conseguir o ouro em Pequim", disse.

Os ingressos para a sessão de atletismo de quarta-feira - quando se esperava ver uma final nos 100 metros do velocista chinês contra o recordista mundial Dayron Robles, de Cuba - estavam sendo negociados a US$ 5 mil (cerca de R$ 10 mil).

Com a saída de Liu, Robles é agora o favorito para conquistar o ouro. Outra esperança de medalha, o americano Terrence Trammell, também desistiu da prova devido à uma lesão.

Filho de um caminhoneiro, Liu, de 25 anos, virou herói nacional praticamente da noite para o dia, quando igualou o recorde mundial de 12,91 segundos nos 100 metros com barreira e conquistou o ouro olímpico em Atenas 2004.

Na temporada de 2005, ele sofreu com uma lesão e ficou com a prata no campeonato mundial. Em 2006, ele bateu o recorde mundial, com 12,88 segundos.

A vitória no mundial de Osaka, no ano passado, aumentou a expectativa de um bom resultado de Liu em Pequim.

Ao lado do jogador de basquete Yao Ming, Liu era promovido na China como o rosto vencedor dos Jogos, em anúncios dos mais diferentes produtos - como cigarros, roupas e refrigerantes.

Durante a passagem da tocha olímpica pela China, ele passou a tocha ao presidente Hu Jintao.

Liu provoca histeria na China em qualque aparição pública. Ele vinha treinando em um retiro desde maio.

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG