China: Terremoto de 6,6 graus deixa vários feridos perto de Lhasa

Pequim, 6 out (EFE).- O forte terremoto de 6,6 graus na escala Richter com epicentro no distrito tibetano de Damxung, a 82 quilômetros da capital, Lhasa, deixou vários feridos e causou o desabamento de casas, informou a agência de notícias Xinhua, que citou autoridades da região autônoma chinesa.

EFE |

"Várias pessoas ficaram feridas e várias casas desabaram no epicentro, perto da localidade de Ningzhong. Estamos tentando saber o número exato", disse o diretor do Departamento Sismológico Regional do Tibete, Zhu Quan.

O terremoto aconteceu às 16h30 (5h30 de Brasília), com epicentro no distrito de Damxumg, a 29,8 graus de latitude norte e 90,3 graus de longitude leste, segundo o escritório sismológico estatal.

O tremor pôde ser sentido em Lhasa, mas a "Xinhua" afirmou que não houve danos materiais na capital tibetana.

A rede sismológica regional informou que detectou 15 réplicas de entre 3 e 4,1 graus após o terremoto.

Poucos minutos antes da meia-noite de hoje, aconteceu um terremoto de 8 graus no Quirguistão, perto da fronteira com a China, que causou pelo menos 80 mortos nesse país vizinho e pôde ser sentido em Xinjiang (região chinesa ao norte do Tibete), onde não provocou feridos, mas danificou 220 casas.

Não se sabe se o tremor registrado perto de Lhasa tem relação com esse terremoto, do qual foram registradas mais de 70 réplicas em território chinês. EFE ub/an

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG