China tem quinta morte por gripe aviária em um mês

Pequim, 26 jan (EFE).- O alerta por uma possível epidemia de gripe aviária na China foi disparado hoje com a quinta morte por este vírus em menos de um mês, a de uma moça de 18 anos morreu no sul do país, informou a agência oficial de notícias Xinhua.

EFE |

A jovem, de sobrenome Liang, morreu hoje na região autônoma de Guangxi Zhuang pelo vírus H5N1 da gripe aviária, segundo as análises do Centro de Controle e Prevenção de Doenças.

Segundo o Ministério da Saúde, Liang adoeceu há uma semana em Beiliu, e foi levada para o Hospital da Cruz Vermelha de Yulin, onde morreu.

A região de Guangxi iniciou um programa de emergência contra o vírus, e as pessoas que mantiveram contato direto com a vítima se encontram sob observação médica.

Desde o início do ano, a China registrou sete casos de gripe aviária, com cinco mortes, após quase um ano sem registrar nenhum caso.

Os dois sobreviventes até agora são uma menina de dois anos em Shanxi, no norte, que está fora de perigo e um homem de 29 anos da província sudoeste de Guizhou, em estado grave.

Desde que começou o atual surto, em 2003, a China registrou 36 casos com 24 mortes da gripe aviária, segundo a Organização Mundial da Saúde (OMS).

Os casos registrados em 15 países desde então indicam que o contágio aconteceu por contato direto com aves infectadas, mas a OMS adverte que, caso ocorra uma mutação do vírus, ele poderá permitir o contágio direto entre humanos que levaria a uma pandemia -epidemia de caráter global.

No total, 399 casos foram registrados em 15 países, desde 2003, a maioria deles no Sudeste Asiático, com um total de 252 mortes. EFE mz/jp

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG