Pequim, 17 mar (EFE).- O Ministério de Assuntos Exteriores chinês expressou hoje preocupação com as tensões na região devido ao previsto lançamento de um míssil norte-coreano, e pediu cautela às partes envolvidas.

O porta-voz da Chancelaria, Qin Gang, disse hoje em coletiva de imprensa que a atual situação "é bastante complicada" e, por isso, Pequim "expressou sua preocupação e espera que as partes possam resolver os problemas com cautela".

Qin fez essas declarações um dia antes de o primeiro-ministro norte-coreano, Kim Yong-Il, se reunir na capital chinesa com o premiê chinês, Wen Jiabao, no segundo dia de sua visita oficial à China.

O porta-voz afirmou hoje que a China leva em conta "a reação da comunidade internacional" perante o anunciado lançamento da Coreia do Norte, que nos últimos dias aumentou sua retórica agressiva frente ao Sul.

"A China quer manter a comunicação e o contato com as partes envolvidas", destacou o porta-voz chinês, aludindo às conversas que Pequim mantém com as duas Coreias, Japão, Rússia e Estados Unidos desde 2003. EFE abc/rr

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.