China ressalta cooperação com A.Latina após se incorporar ao BID

Pequim, 23 mar (EFE).- A incorporação da China ao Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID) oferece uma nova plataforma para a cooperação entre a China e a América Latina, declarou hoje o Banco Popular da China.

EFE |

O banco central chinês, que assistirá pela primeira vez à Assembleia de Governadores do BID, de 27 a 31 de março, em Medellín, na Colômbia, afirmou em comunicado enviado hoje à Agência Efe que "após 15 anos de esforços, a China conseguiu se incorporar ao BID em 12 de janeiro, o que beneficia a cooperação em benefício mútuo".

"A China quer esforçar em construir com os países latino-americanos e caribenhos relações de parceria em todos os setores, com igualdade e benefício mútuo. Os intercâmbios políticos e o aumento do comércio dos últimos anos provam isto", disse a direção do banco estatal.

A Assembleia do BID em Medellín debaterá a crise mundial, no 50º aniversário deste organismo com as presenças de mais de 5 mil pessoas, 40 delas ministros e membros de bancos centrais. EFE pc/jp

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG