rebatizada de gripe A H1N1) na cidade de Pequim e o quinto no país, de uma jovem chinesa que retornou de seus estudos em uma universidade de Nova York (EUA)." / gripe suína em Pequim - Mundo - iG" / rebatizada de gripe A H1N1) na cidade de Pequim e o quinto no país, de uma jovem chinesa que retornou de seus estudos em uma universidade de Nova York (EUA)." /

China registra 1º caso da gripe suína em Pequim

PEQUIM - O Ministério da Saúde chinês confirmou nesta domingo o primeiro caso de gripe suína (http://ultimosegundo.ig.com.br/mundo/2009/04/30/oms+decide+mudar+nome+da+gripe+suina+5867916.html target=_toprebatizada de gripe A H1N1) na cidade de Pequim e o quinto no país, de uma jovem chinesa que retornou de seus estudos em uma universidade de Nova York (EUA).

EFE |

A jovem, de 18 anos e de sobrenome Liu, chegou à capital chinesa em 11 de maio e começou a sentir sintomas de gripe no dia seguinte, por isso foi indicada como suspeita e internada em um hospital de Pequim.

Todas as pessoas que tiveram contato direto com a paciente estão sendo procuradas e colocadas sob observação médica, mas nenhuma mostrou sintomas, destacaram as autoridades sanitárias, citadas pela agência oficial "Xinhua".

Além disso, a estudante, consciente da possibilidade de ter contraído a gripe suína, quase não saiu de casa, não viu nenhum de seus amigos e aparentemente só teve contato próximo com a mãe e o taxista que a levou de casa ao hospital.

O caso de Liu se junta aos de outros dois estudantes chineses na América do Norte que retornaram à China em dias anteriores, nas províncias de Sichuan e Shandong, e outros dois em Hong Kong, entre eles um cidadão mexicano que viajou para esse território.

Nas últimas horas, as autoridades chinesas suspenderam a quarentena de 282 pessoas que tiveram contato direto com algum paciente, na maioria nas cidades de Chengdu (capital de Sichuan) e Pequim.

Por enquanto, Pequim não tomou medidas especiais após a confirmação do primeiro caso na cidade, que há seis anos ficou paralisada e em pânico devido à epidemia da Síndrome Respiratória Aguda Severa (Sars).

Apesar do nome, a gripe suína não apresenta risco de infecção por ingestão de carne de porco e derivados.

Pelo mundo

O número de casos registrados da nova gripe pelo mundo teve um pequeno aumento nas últimas 24 horas, segundo o relatório diário da Organização Mundial da Saúde (OMS). Na manhã deste domingo, ja foram confirmados 8.480 casos em 39 países, com 72 mortes, contra 8.451 casos no dia anterior. Três novos países confirmaram casos no sábado: Índia, Malásia e Turquia. Leia mais

Leia também


"Gripe suína" no Brasil


Entenda a "gripe suína"


Leia mais sobre: gripe suína

    Leia tudo sobre: gripe suína

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG