China reforça segurança na Praça da Paz Celestial

As autoridades chinesas reforçaram as medidas de segurança na Praça Tiananmen (Praça da Paz Celestial), onde os visitantes eram interrogados nesta segunda-feira e os jornalistas afastados do local pela polícia, a três dias do 20º aniversário da repressão de manifestações pró-democracia.

AFP |

Nesta segunda-feira, uma equipe da Televisão Espanhola (TVE) foi retirada da praça. Na semana passada, uma equipe da AFP-Vídeo conseguiu filmar sem problemas no local.

A segurança foi reforçada pelo temor das manifestações de recordação da sangrenta repressão estudantil da madrugada de 3 para 4 de junho de 1989.

Os sangrentos episódios daquele dia continuam sendo um tabu na China. Segundo várias fontes, o balanço varia de 240 a milhares de mortos.

A Praça da Paz Celestial, coração do poder na China comunista que os estudantes ocuparam durante sete semanas, é um dos locais mais vigiados do mundo.

Nesta segunda-feira, policiais faziam perguntas a pedestres e informavam aos jornalistas que entrevistas na praça não estavam autorizadas.

dma-pt/fp

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG