China reduz condenação de centenas de presos por ajuda após terremoto

Pequim, 3 jul (EFE).- Centenas de presos da província chinesa de Sichuan, a mais castigada pelo terremoto de 12 de maio, tiveram suas penas reduzidas e alguns chegaram a ser libertados por boa conduta e por ajudar durante os trabalhos de resgate da catástrofe, informou hoje o jornal China Daily.

EFE |

Oito presos que cumpriam pena em Guangyan, cidade no extremo norte de Sichuan, receberam liberdade condicional após sua ajuda nas horas posteriores ao brutal terremoto de 8,0 graus na escala Richter.

Segundo Li Xinmin, funcionário da administração provincial de prisões, outros 436 presos tiveram suas penas reduzidas, 605 receberam méritos para possíveis revisões e 1.189 receberam o reconhecimento por seu trabalho de proteção do Estado e por sua colaboração no resgate de sobreviventes.

O terremoto de Sichuan, o pior em mais de 30 anos na China, deixou 69.195 mortos e 18.403 desaparecidos, segundo os últimos dados oficiais do Conselho de Estado chinês. EFE pa/mh

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG