China quer impulsionar luta contra corrupção

Pequim, 29 jul (EFE).- Um alto funcionário chinês pediu aos departamentos de controle de disciplina do Partido Comunista da China (PCCh) que trabalhem para combater a corrupção, o descumprimento do dever e outras más condutas que prejudicam os interesses públicos, informou a agência oficial Xinhua.

EFE |

Em junho, 43 funcionários foram submetidos a medidas disciplinares pelo PCCh e a sanções por má atuação no manejo das ajudas recebidas para as vítimas do terremoto de Sichuan, incluindo a expulsão de seus cargos de 12 infratores graves, informou o Ministério de Supervisão à agência "Xinhua".

Os funcionários também serão severamente punidos por conduta indecente e violenta, acrescentou a fonte oficial.

Os departamentos de controle de disciplina devem fazer mais esforços para impedir essas práticas a fim de beneficiar a população e ganhar sua confiança protegendo o interesse dos chineses, disse He Guoqiang, secretário da Comissão Central de Controle Disciplinar do PCCh.

O secretário afirmou ainda que é prioritário investigar e inspecionar a origem de problemas sociais como cobranças escolares inapropriadas, higiene médica, impostos relativos ao trânsito e seguros sociais.

He, que também é membro do Comitê Permanente do Birô Político do Comitê Central do PCCh, destacou a importância de fiscalizar especialmente os preços, a proteção do meio ambiente, o manejo de terras, a segurança alimentar e de remédios, e o mal uso de fundos para ajuda em caso de desastres. EFE pc/mh

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG