China quer espionar hóspedes durante Jogos, diz senador dos EUA

Sydney, 30 jul (EFE).- A China está planejando espionar os hóspedes estrangeiros durante os Jogos Olímpicos de Pequim, afirmou o senador americano Sam Broawnback.

EFE |

"O Governo da China pôs em funcionamento um sistema para espionar e recolher informações sobre os hóspedes que estiverem em hotéis de seu país durante os Jogos Olímpicos de Pequim", assinalou o senador.

Broawnback acrescentou que "isto significa que jornalistas, famílias de atletas, pessoas que defendem os direitos humanos, e outros visitantes, estarão sujeitos a uma 'invasão' das forças de inteligência chinesa".

No mês de março, o Departamento de Estado americano advertiu que os quartos dos hotéis durante os Jogos poderiam ser vigiados eletronicamente, e a China respondeu que os sistemas de segurança nos Jogos seguiriam os padrões internacionais.

Brownback assegurou que os defensores dos direitos humanos lhe informaram destes planos para controlar o uso da internet nos hotéis, e que várias cadeias internacionais de hotéis confirmaram ter recebido ordens para instalar sistemas especiais em seus computadores.

No entanto, o senador não quis revelar os nomes dos hotéis, alegando que estes estabelecimentos poderiam perder sua licença para operar na China e que enfrentariam fortes punições caso não cumprissem as ordens do gigante asiático.

"Eles não querem espionar, mas foram forçados. Se forem identificados especificamente podem estar expostos às reações do Governo comunista da China", destacou Brownback. EFE me/mh

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG