China protesta contra intenção do dalai lama de visitar Taiwan

Pequim, 2 dez (EFE).- O Governo chinês protestou hoje contra a intenção do dalai lama, líder político e espiritual tibetano no exílio, de visitar em 2009 Taiwan, ilha que Pequim considera parte de seu território apesar ser governada de forma independente desde 1949.

EFE |

"Taiwan e o Tibete são partes inalienáveis da China e nos opomos a qualquer atividade separatista, em qualquer forma", assinalou o porta-voz de turno do Ministério de Assuntos Exteriores chinês, Liu Jianchao.

Liu também voltou a criticar o Governo da França pela intenção do presidente Nicolas Sarkozy de se reunir nos próximos dias com o dalai lama, que está em uma viagem por vários países europeus.

Pequim respondeu a esta viagem com o cancelamento da cúpula que realizaria com a União Européia (UE), que aconteceria este mês em Lyon (França).

Analistas acreditam que uma viagem do dalai lama a Taiwan poderia atrapalhar o atual processo de aproximação entre Pequim e Taipé. EFE abc/mh

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG