China proíbe turismo a Xinjiang por conflito étnico

Pequim, 8 jul (EFE).- As viagens turísticas a Xinjiang, no noroeste da China, foram suspensas perante a instabilidade em sua capital, Urumqi, informou a principal agência de viagens estatal chinesa, CITS.

EFE |

A agência também informou que os turistas que se encontram na região deverão retornar a seus locais de origem. A CITS prometeu devolver o dinheiro das viagens já pagas.

Segundo uma fonte oficial da CITS, quando começou a violência em Urumqi, em 5 de julho, não havia na capital nenhum de seus grupos turísticos.

A outra grande agência estatal chinesa, CYTS, assegurou que a segurança dos turistas da região "não está ameaçada".

Pelo menos 156 pessoas morreram e outras mil ficaram feridas nos enfrentamentos violentos iniciados no domingo, descritos pelo Governo chinês como "os mais sangrentos desde a criação da República Popular da China, em 1949". EFE pc/rr

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG