China proíbe criação de sites pessoais

PEQUIM - A China proibiu indivíduos de registrarem nomes de domínios de internet e lançou uma revisão sobre os milhões de páginas pessoas existentes no país, na censura mais dura do governo até agora na internet, informou nesta terça-feira o jornal britânico Financial Times.

iG São Paulo |

A proibição foi anunciada um dia depois de Pequim cancelar 530 páginas de compartilhamento P2P.

Desde segunda, pessoas que queiram registrar um nome de domínio na China devem apresentar o nome de uma companhia e uma licença de negócios, anunciou o órgão estatal Centro de Informação para a Internet da China, que supervisiona os registros web no país asiático.

O órgão justificou as medidas dizendo que a revisão da base de clientes dos provedores tem o objetivo de procurar sites individuais potencialmente fraudulentos ou "danosos", termo frequentemente usado para abranger desde pornografia a atividades antigoverno.

Segundo informa hoje o diário "South China Morning Post", muitas páginas pessoais já foram canceladas nas províncias de Jiangsu, Henan, Zhejiang, Jiangxi e Xangai.

Com informações da EFE

Leia mais sobre China

    Leia tudo sobre: censurachinainternet

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG