Publicidade
Publicidade - Super banner
Mundo
enhanced by Google
 

China: Produtores de lácteos se desculpam por escândalo de leite adulterado

Pequim, 17 set (EFE).- As duas principais empresas de produtos lácteos da China, Yili (fornecedor dos Jogos Olímpicos de Pequim) e Mengniu, pediram hoje desculpas aos consumidores pelo escândalo do leite adulterado que tirou a vida de três bebês e atinge outros 6.

EFE |

244 no país asiático.

Entre as crianças atingidas, 158 apresentam problemas renais graves.

O produto químico não é encontrado em produtos lácteos destinados aos Jogos de Pequim, fornecidos pelo Grupo Yili, informou a agência "Xinhua".

As duas empresas, que são cotadas em bolsa, prometeram pagar em dobro a compensação estabelecida pelo Governo às vítimas, informaram.

Os dois grupos estão sediados na região autônoma da Mongólia Interior (norte do país) e estão na lista das 22 empresas produtoras que misturaram a fórmula do leite em pó para bebês com melamina, diz a Administração Estatal de Supervisão de Qualidade, Inspeção e Quarentena (AQSIQ, na sigla em inglês).

Segundo revelou hoje o ministro da Saúde, Chen Zhu, 20% dos fabricantes do setor chinês têm produtos contaminados.

O escândalo surgiu após ser divulgado que vários bebês alimentados com o leite em pó do Grupo Sanlu, com sede na província de Hebei, foram diagnosticados com cálculos renais, algo incomum em crianças desta idade. EFE mz/fal

Leia tudo sobre: iG

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG