China preocupada com tensão na península coreana

A China afirmou nesta terça-feira que está preocupada com as crescentes incertezas na península coreana, diante da tensão gerada pelo anúncio do lançamento de um satélite norte-coreano, que os Estados Unidos tratam como um teste de míssil.

AFP |

"Atualmente, a situação na península coreana é bem mais complicada, dado o número crescente de incertezas", afirmou o porta-voz da chancelaria chinesa, Qin Gang.

"Estamos preocupados", acrescentou Qin, que pediu um diálogo a todas as partes para "manter a paz e a estabilidade na região".

Os comentários coincidem com o primeiro dia da visita a China do primeiro-ministro norte-coreano, Kim Yong-Il.

A Coreia do Norte revelou semana passada que informou os organismos internacionais de transporte a intenção de lançar um satélite de comunicações entre 4 e 8 de abril.

Os governos dos Estados Unidos e da Coreia do Sul temem que o lançamento seja na verdade o teste de um míssil de longo alcance, com capacidade atingir o Alasca, em um ato que infringiria uma resolução da ONU.

Semana passada o regime comunista norte-coreano colocou as tropas em estado de alerta e cortou as últimas comunicações militares com Seul, em protesto contra os exercícios militares conjuntos entre Estados Unidos e Coreia do Sul, o que Pyongyang considera uma ameaça direta de invasão.

mbx-frb/fp

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG