China prende mais 319 pessoas por distúrbios de Xinjiang

A polícia da região de Xinjiang, no noroeste da China, deteve mais 319 pessoas acusadas de envolvimento nos distúrbios étnicos que mataram 197 chineses, revelou neste domingo a imprensa oficial.

AFP |

Segundo a agência Nova China, que cita a polícia de Urumqi, capital regional, as prisões estão relacionadas aos incidentes de 5 de julho passado, quando manifestantes uigures, minoria muçulmana de língua turca, atacaram membros da comunidade Han.

A polícia já havia detido outras 1.600 pessoas, segundo a imprensa oficial.

A bureau de Segurança Pública de Urumqi indicou que as prisões ocorreram com base em informações de cidadãos e após investigação policial.

As detenções tiveram lugar "em Urumqi e em outras partes de Xinjiang", e os "suspeitos responderão por acusações relacionadas aos distúrbios que deixaram 197 mortos", segundo a Nova China.

hg/LR

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG