Pequim, 21 jan (EFE).- O enviado especial chinês para o Oriente Médio, Sun Bigan, pediu ao grupo islâmico Hamas que se una ao processo de paz na região, segundo declarações divulgadas hoje pela imprensa chinesa.

Ao retornar de sua viagem por Egito, Israel e territórios palestinos, Sun disse que "Israel deve parar sua ação militar sobre Gaza e, ao mesmo tempo, o Hamas deve cessar o lançamento de mísseis contra Israel".

"Pedimos que o Hamas enfrente a realidade e se una ao processo de paz no Oriente Médio", afirmou.

Segundo publica hoje o jornal oficial "China Daily", para Sun, o problema palestino é o mais crucial na região. De acordo com o diplomata, se não for solucionado, terá uma influência negativa em todo Oriente Médio.

A China, que conta com uma cadeira permanente e com direito a veto no Conselho de Segurança da ONU, enviou Sun para tentar mediar durante o conflito. Na viagem, o diplomata se reuniu com vários líderes locais, como o presidente israelense, Shimon Peres. EFE mz/rr

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.