Publicidade
Publicidade - Super banner
Mundo
enhanced by Google
 

China pede ajuda à comunidade internacional

Pequim, 13 mai (EFE).- O Governo chinês pediu hoje que a comunidade internacional envie ajuda para os desabrigados do terremoto que assolou na segunda-feira parte da província de Sichuan (sudoeste) e que deixou pelo menos 10 mil mortos.

EFE |

"A China já abriu canais internacionais para receber doações e dá as boas-vindas à ajuda internacional", disse hoje o porta-voz do Ministério de Assuntos Exteriores Qin Gang.

Qin assegurou que a ajuda aos desabrigados pelo terremoto em Sichuan é prioritária para Pequim, e expressou confiança em que "sob a liderança do Partido Comunista da China (PCCh) e do Conselho de Estado (Executivo), o povo unido possa superar as perdas".

O porta-voz assinalou que, por enquanto, o devastador sismo não afetou os preparativos dos Jogos Olímpicos de Pequim, e o percurso pelo país do revezamento da tocha se mantém, "embora as autoridades pertinentes estudem como agir neste momento".

Segundo Qin, o pior desastre natural sofrido pela China em 30 anos "dará ao país forças para trabalhar nos preparativos dos Jogos Olímpicos".

Qin acrescentou que os jornalistas estrangeiros não sofrerão imposições para a cobertura do sismo, mas alertou que as infra-estruturas estão "arruinadas", por isso poderão encontrar sérios problemas para transmitir informações.

O porta-voz assegurou ainda que o gigante asiático continuará fornecendo ajuda de urgência aos milhares de desabrigados pelo devastador ciclone "Nargis", que recentemente castigou Mianmar (antiga Birmânia). EFE pc/mh

Leia tudo sobre: iG

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG