China pede a Obama que não ceda às tentações protecionistas

A China pediu nesta quinta-feira ao presidente eleito dos Estados Unidos, Barack Obama, que não ceda às tentações protecionistas, e defendeu sua política cambial, criticada pelo candidato democrata durante a campanha.

AFP |

"Continuaremos aplicando uma política externa mutuamente beneficiosa. Acreditamos no livre comércio e achamos que os Estados Unidos também acreditam no livre comércio", declarou o porta-voz do ministério das Relações Exteriores chinês, Qin Gang.

"Esperamos que a política de livre comércio continue sendo respeitada. Devemos evitar o protecionismo comercial, que não é bom para nenhuma das partes", afirmou o porta-voz, ao ser indagado sobre um eventual maior protecionismo por parte do novo presidente americano.

Os Estados Unidos, o segundo sócio comercial da China, registraram no ano passado um déficit comercial com Pequim sem precedentes de 256,2 bilhões de dólares.

frb/pt/cn

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG