China nunca será uma ameaça, afirma Hu Jintao em Tóquio

O presidente chinês Hu Jintao afirmou nesta quinta-feira que seu país não será uma ameaça militar e que não entrará na corrida armamentista, no terceiro dia de visita oficial ao Japão, a primeira de um chefe de Estado da China ao arquipélago vizinho em 10 anos.

AFP |

"A China tem uma política militar defensiva e não se unirá à corrida armamentista", declarou Jintao em um discurso para convidados na prestigiosa Universidade Waseda de Tóquio.

"Não nos transformaremos em uma ameaça militar para nenhum país. Nunca pretenderemos a hegemonia ou o expansionismo", acrescentou.

Hu Jintao faz uma visita de cinco dias ao Japão para consolidar as relações entre os vizinhos.

O Japão e seu aliado Estados Unidos sempre manifestam preocupação com o aumento do orçamento militar chinês, que registra alta superior a 10% por ano há duas décadas.

As relações sino-japonesas permaneceram muito tempo prejudicadas por divergências históricas sobre a ocupação parcial da China pelo Japão entre as décadas de 30 e 40.

Na quarta-feira, uma declaração conjunta afirmava que os países insistirão no futuro e na atitude pacífica do Japão desde a Segunda Guerra Mundial, sem citar o passado.

O presidente chinês foi aplaudido quando agradeceu ao Japão pelos empréstimos a baixas taxas de juros durante vários anos para apoiar a economia de seu país.

Leia mais sobre: Japão - China

    Leia tudo sobre: chinajapão

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG