China nega acusação do líder uigur sobre morte de 200 presos em Urumqi

Pequim, 26 ago (EFE).- O Governo da China negou que cerca de 200 prisioneiros uigures tenham morrido em uma prisão de Urumqi vítimas da operação policial empreendida após as revoltas do dia 5 de julho na cidade, assegurando que essas afirmações, feitas pela líder uigur Rebiya Kadeer, não têm fundamento.

EFE |

Hou Hanmin, porta-voz do Governo da região de Xinjiang (que tem Urumqi como capital), assegurou ao diário governista "Global Times" que os números apresentados por Kadeer "têm tão pouco fundamento que não vale a pena discutir" e assegurou que o número oficial de detidos se mantém em 83.

Kadeer, exilada nos Estados Unidos, assegurou em entrevista esta semana que um policial uigur foragido informou a morte de 196 pessoas em uma prisão de Urumqi chamada Urumbay.

O líder uigur, que esteve seis anos presa na China acusada de revelar segredos de Estado, também afirmou que cerca de 10 mil uigures desapareceram nas operações policiais após os incidentes de Urumqi, nos quais segundo o Governo chinês faleceram 197 pessoas (mais de 800 segundo o exílio).

O Departamento de Segurança Pública também negou as informações, assegurando que não houve abusos policiais contra os detidos e os direitos destes foram respeitados.

A violência em Urumqi começou dia 5 de julho, quando manifestantes de etnia uigur agrediram imigrantes da etnia han, majoritária na China, em represália a um ataque à trabalhadores de sua etnia dias antes em uma fábrica de brinquedos em Guangzhou (sul do país).

Em dias posteriores, pessoas da etnia han tentaram vingar-se dos ataques uigures, em uma cidade que durante semanas esteve tomada por forças paramilitares.

É esperado que o julgamento dos supostos protagonistas dos distúrbios comece nas próximas semanas, embora se ignore o número de acusados que comparecerão, embora o China Daily fale de 200, número que foi desmentida por fontes oficiais. EFE abc/fk

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG