China mantém neutralidade sobre conflito entre na Geórgia

Pequim, 9 set (EFE).- O Ministério de Assuntos Exteriores chinês manteve hoje a neutralidade no atual conflito entre Rússia e Geórgia pelas regiões da Ossétia do Sul e a Abkházia, e voltou a pedir o diálogo para resolver as diferenças entre Moscou e Tbilisi.

EFE |

"Compreendemos a complicada história da Ossétia do Sul e da Abkházia, e esperamos que os países adotem um papel construtivo e contribuam para o diálogo e as consultas", assinalou hoje em entrevista coletiva a porta-voz de turno do Ministério de Assuntos Exteriores, Jiang Yu.

Esta é uma das primeiras declarações oficiais de Pequim sobre o conflito, mas na semana passada a porta-voz já tinha sugerido que as Nações Unidas poderiam intervir para "criar as condições favoráveis" com o objetivo de conseguir uma solução ao conflito.

A China se tornou nos últimos anos um tradicional aliado da Rússia em questões internacionais (como a crise da Coréia do Norte e conflitos como os do Sudão), mas não é partidária de dar apoio a regiões separatistas, em razão de sua própria e complexa situação em regiões como o Tibete e Xinjiang. EFE abc/mh

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG