China leva 200 ao tribunal por distúrbios em Xinjiang

Mais de 200 pessoas serão julgadas a partir desta semana por suposta participação nos distúrbios que provocaram 197 mortes em julho em Xinjiang (noroeste da China), informa o jornal China Daily.

AFP |

O julgamento acontecerá no tribunal de Urumqi, a capital regional onde aconteceram os distúrbios que mataram 197 pessoas, em sua maioria membros da etnia han, atacados por uigures, a etnia majoritária em Xinjiang, de língua turca e religião muçulmana.

Em 7 de julho, as autoridades anunciaram a prisão de 1.434 pessoas relacionados com os distúrbios em Urumqi.

Os hans representam o grupo étnico majoritário na China.

As acusações vão desde perturbação da ordem pública até homicídio. Neste caso o veredicto pode ser a pena de morte.

Xinjiang, uma vasta zona de fronteira da Ásia Central, tem 8,3 milhões de uigures, que denunciam a repressão política e religiosa da China.

ph/fp

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG