O governo chinês lançou, neste sábado, um alerta nacional para tentar conter o avanço de um vírus apontado como responsável pela morte de 22 crianças, no leste do país. Outras 3 mil já teriam sido infectadas pelo vírus, conhecido como Enterovírus 71 (EV71), informou o governo.

O Enterovírus 71 é um vírus intestinal altamente contagioso e pode causar febre, feridas na boca, além de erupções nas mãos e nos pés.

Em sua forma mais severa, pode causar danos ao cérebro, coração e pulmões.

O governo teme que a infecção tenha se espalhado do leste para o sul do país e exige que autoridades sanitárias relatem novos casos em no máximo em 24 horas.

Um comunicado emitido pelo ministério da Saúde diz que o governo está tomando medidas urgentes para conter o avanço do Enterovírus 71.

"O partido comunista local e autoridades governamentais estão em alerta máximo. Estamos tomando medidas para tratar as crianças e evitar que a doença se espalhe", diz o documento divulgado pelo ministério.

Ainda segundo o governo, cerca de mil crianças estão recebendo atualmente tratamento contra a doença e 58 estão em estado crítico.

A epidemia estourou no mês passado, mas só foi divulgada agora. O atraso no acesso às informações levantou suspeitas de que as autoridades locais estariam tentando acobertar a situação.

A Organização Mundial de Saúde (OMS) acredita que o número dos casos da infecção deve continuar aumentando até junho ou julho, quando a disseminação do vírus atinge seu pico.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.