O número de jovens chineses viciados em internet chegou a 24 milhões em 2009, segundo o estudo mais recente da Associação da Juventude Chinesa para o Desenvolvimento da Rede (Cyand, na sigla em inglês).

De acordo com esses dados, um em cada sete internautas chineses considerados jovens é viciado na grande rede. Em 2005, essa proporção era duas vezes menor, ressalta a edição de hoje do jornal "China Daily".

"A pesquisa destaca a preocupante situação do crescente número de jovens viciados em internet", alertou Hao Xianghong, secretário-geral da Cyand, que entrevistou mais de 7 mil jovens para fazer o estudo.

Atualmente, a China tem 384 milhões de internautas. É a maior população cibernética do mundo, e, em média, ela cresce 30% ao ano.

No país, um terço dos chineses que acessam à internet tem menos de 19 anos. E é exatamente junto a este segmento da população que a navegação pela rede mais cresce.

Segundo a pesquisa, 15,6% dos jovens de 18 a 23 anos são viciados em internet. Entre as crianças de 6 a 12 anos, 8,8% delas também apresentam condutas típicas de um dependente.

"Precisamos a fazer mais para ajudar os viciados de 18 a 23 anos, a maioria dos quais são estudantes", afirmou Hao ao "China Daily".

Para os especialistas, um viciado em internet é aquele que, diariamente, por pelo menos três meses, gasta mais de seis horas do seu tempo livre navegando na internet.

Leia mais sobre China

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.