China investiga uso de leite em pó falsificado

PEQUIM - As autoridades de saúde pública do nordeste da China decidiram investigar a fórmula de uma marca de leite artificial depois que 14 bebês que beberam o produto desenvolveram pedras nos rins, afirmou a agência de notícias estatal nesta quarta-feira.

AP |

Acordo Ortográfico

Os bebês foram tratados no principal Hospital do Exército da Liberação do Povo em Lanzhou, capital da província de Gansu, depois de vomitar e mostrar incapacidade de urinar, afirmou a agência Xinhua News.

Um homem da assessoria de imprensa do hospital, que se recusou a fornecer seu nome como é comum no país, disse que nenhum médico irá comentar o assunto.

A agência de notícia disse que os bebês são de uma região remota do interior do país e desenvolveram as reações nos últimos dois meses.

Os pais dos bebês afirmaram que seus filhos beberam a mesma marca de leite em pó, que é mais barata do que suas concorrentes no mercado, disse a Xinhua. O nome da marca não foi informado.

A Agência de Saúde Pública da província disse à Xinhua que irá investigar se a fórmula tem ligação com os casos de pedra nos rins.

A China tem inúmeros casos de falsificação de alimentos e remédios. Em 2004, mais de 200 crianças sofreram de má nutrição depois de beberem uma leite em pó falsificado na província de Anhui. Ao menos 12 bebês morreram depois de beber leite falsificado.

Leia mais sobre China


    Leia tudo sobre: china

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG