China investiga Danone e Mengniu, suspeitas de adulterar produtos

Pequim, 11 fev (EFE).- O Governo chinês anunciou hoje uma investigação sobre as fabricantes de laticínios Dumex, subsidiária da francesa Danone; e Mengniu, a principal marca do país, por suspeita de que seus produtos contenham melamina ou outros aditivos tóxicos, informou a agência oficial de notícias Xinhua.

EFE |

"Atualmente, o Estado realiza uma limpeza no uso de aditivos", afirmou hoje a Administração Estatal de e Supervisão da Qualidade (Aqsiq) em seu site, ao anunciar o caso da Mengniu, que já perdeu US$ 130 milhões pelo escândalo da melamina.

O aditivo que se investiga agora é uma proteína de leite conhecida como OMP, devido à sua sigla em inglês (Osteoblast Milk Protein), enquanto a Mengniu declarou à "Xinhua" que os inspetores de qualidade de sua região, Mongólia Interior, no norte, asseguram que o produto é inócuo.

Ao mesmo tempo, o órgão abriu uma investigação sobre a Dumex, subsidiária de leite em pó da Danone em Xangai, após a suspeita de que ela tenha produzido leite contaminado com melamina, antes de 14 de setembro do ano passado, quando explodiu o escândalo do leite.

Segundo "Xinhua", a investigação começou após a imprensa estrangeira denunciar que 48 crianças sofreram doenças renais "recentemente" após ingerir produtos da Dumex.

No ano passado, a intoxicação por melamina - um produto químico utilizado na fabricação de plásticos- matou seis bebês e deixou cerca de 300 mil doentes, em um escândalo que envolveu 22 empresas de laticínios que operam na China. EFE mz/jp

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG