A China tende a aceitar uma postura mais decidida sobre o programa nuclear iraniano, afirmou nesta segunda-feira, em Washington, um alto funcionário do departamento americano de Estado.

"Pela primeira vez, a China apoia elementos do nosso enfoque firme", declarou Kurt Campbell, subsecretário de Estado para Ásia.

Campbell destacou a "seriedade" das conversações entre o presidente americano, Barack Obama, e seu colega chinês, Hu Jintao, na semana passada, na Assembleia Geral das Nações Unidas e na Cúpula do G20 em Pittsburg (EUA).

"Tudo o que posso dizer é que consideramos o envolvimento chinês na frente diplomática com o Irã cada vez mais determinante na perspectiva de uma solução do problema".

A China é uma das seis potências, ao lado de França, Grã-Bretanha, Rússia, Estados Unidos e Alemanha, que exigem do Irã o respeito às normas internacionais em matéria de não proliferação nuclear e permita o controle de seu programa atômico "civil".

sct/LR

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.