China está em alerta perante a chegada do tufão "Fanapi"

Tufão se aproxima do país com ventos de até 162 km/h

EFE |

Pequim - A China está em alerta perante a chegada do tufão "Fanapi", que segundo os meteorologistas será o mais intenso dos que afetaram o país este ano e que já deixou três mortos na vizinha Taiwan. O Centro Nacional de Meteorologia da China espera para esta noite ou amanhã de manhã a chegada do "Fanapi", que em um dos dialetos da Micronésia significa "pequenas ilhas do atol".

O tufão avança de Taiwan em direção noroeste para o litoral chinês a uma velocidade de até 20 km/h, com ventos de 162 km/h e rajadas de até 198 km/h no olho do furacão, informou hoje o centro meteorológico. O país está em alerta máximo desde sábado, por isso que as províncias litorâneas de Cantão (Guangdong), Fujian e Zhejiang pediram às embarcações para se refugiarem nos portos.

O observatório espera que as intensas chuvas afetem até a província de Hebei, na divisa com Pequim, e provoque precipitações de menor intensidade em outras regiões do oeste e nordeste da China, assim como em algumas áreas da bacia do rio Yang Tsé durante três dias. O "Fanapi" é o 11º tufão que afeta a China este ano, e espera-se que seja o mais intenso e devastador da temporada da monção à luz das últimas previsões.

    Leia tudo sobre: iGchinatufãofanapi

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG