China espera retirar hoje seus 600 cidadãos retidos na Tailândia

Xangai, 1 dez (EFE).- A China espera terminar hoje a evacuação, iniciada este fim de semana, dos cerca de 600 cidadãos de seu país que ainda continuam retidos na Tailândia por causa da crise política e da paralisação do aeroporto internacional de Bangcoc, informou a agência oficial Xinhua.

EFE |

Entre a noite do sábado e esta manhã, a China enviou nove aviões ao país do sudeste asiático, que serviram para repatriar 2.433 cidadãos chineses, incluindo turistas da região autônoma especial de Hong Kong, e hoje enviará dois aviões mais para recolher os restantes.

A Administração da Aviação Civil da China e as autoridades centrais de Turismo do gigante asiático, contatadas pela Agência Efe, não puderam responder por enquanto com números mais atualizadas nem dizer quantos cidadãos chineses permanecem exatamente na Tailândia sem poder sair do país.

Dos 2.433 repatriados, pelo menos 410 são turistas de Xangai, de onde provinham pelo menos 430 dos retidos em Bangcoc, embora ontem à noite ainda permanecessem ali 82, à espera de poder retornar a sua cidade, segundo puplica hoje o jornal local "Shanghai Daily".

"Em geral os turistas estavam em um bom estado de ânimo", assegurou Qiu Yaoping, guia de um dos grupos de turistas. EFE jad/ma

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG