Tamanho do texto

Rússia e China assinaram nesta sexta-feira um contrato superior a um bilhão de dólares, que contempla a ampliação de uma usina de enriquecimento de urânio e o abastecimento de combustível nuclear.

O acordo foi assinado no primeiro dia da visita oficial a Pequim do novo presidente russo, Dmitri Medvedev.

Serguei Kirienko, chefe da agência russa de energia atômica Rosatom, disse à imprensa que o convênio prevê a construção de um quarto bloco em uma usina já existente na China e entregas de urânio russo pouco enriquecido.

"O valor do contrato é de mais um bilhão de dólares, dos quais 500 milhões para a construção e 500 milhões para a entrega de urânio", disse.

Leia mais sobre: acordo nuclear

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.