China deve se reunir amanhã com países do CS para estudar sanções ao Irã

Paris, 7 abr (EFE).- A China aceitou participar amanhã de uma reunião em Nova York com o resto dos membros permanentes do Conselho de Segurança das Nações Unidas e da Alemanha para estudar novas sanções ao Irã por seu programa nuclear, segundo anunciou hoje o ministro francês de Exteriores, Bernard Kouchner.

EFE |

O diplomata disse na comissão de Exteriores da Assembleia nacional que o retorno de Pequim à mesa de negociações é uma "boa notícia". A china fez uma oposição dura à imposição de novas sanções a Teerã por prosseguir com suas atividades de enriquecimento de urânio.

Na reunião de amanhã, que será em nível de embaixadores, a China deve conversar com os Estados Unidos, Reino Unido, Rússia, França e Alemanha, o grupo dos seis, que negocia com o Irã.

Assim como o resto dos países ocidentais, Kouchner aposta no endurecimento das sanções contra Teerã por considerar que seu programa nuclear pretender criar uma bomba atômica. EFE lmpg/pb

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG