China desmantela rede de tráfico de crianças

Pequim - Dezoito pessoas foram detidas na província chinesa de Yunnan (sul), acusadas de vender sete crianças entre 2 e 9 anos após enganar suas famílias, informou hoje o diário Beijing News.

EFE |

A rede de traficantes de crianças, que operava há pelo menos dois meses, foi desarticulada após a detenção dos últimos cinco membros do grupo na localidade de Qujing.

O bando prometia às famílias uma "vida melhor" para as crianças, e depois de conquistar sua confiança desaparecia sem deixar rastros.

As crianças eram vendidas nas províncias de Henan e Shandong (leste da China).

O jornal não especificou o que acontecia com as crianças depois que elas eram compradas.

Segundo o "Beijing News", uma das crianças, de três anos e meio, foi vendida em Henan por pouco mais de YS$ 6 mil.

No final de abril, a Polícia chinesa libertou 167 crianças vendidas com a finalidade de trabalhar como mão-de-obra barata e em regime semi-escravidão em fábricas do industrializado sul chinês.

Leia mais sobre: tráfico de crianças

    Leia tudo sobre: chinatráfico

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG