China descarta discutir foguete norte-coreano com Japão e Coreia do Sul

Pequim, 8 abr (EFE).- O Governo chinês descartou hoje debater o lançamento do foguete de longo alcance norte-coreano na reunião que terá com Japão e Coreia do Sul durante a cúpula de países asiáticos da região do oceano Pacífico que começará na cidade de Pattaya, na Tailândia, na próxima sexta-feira.

EFE |

"O assunto do satélite é específico demais e não acho que deva ser discutido no encontro trilateral", explicou em entrevista coletiva o vice-ministro de Assuntos Exteriores chinês, Hu Zhengyue.

A delegação chinesa que comparecerá à cúpula será liderada pelo primeiro-ministro da China, Wen Jiabao.

Segundo a chancelaria chinesa, Wen participará de um café da manhã com seus colegas de Coreia do Sul e Japão durante sua estadia em Pattaya.

Hu não quis revelar se a questão norte-coreana será abordada nas reuniões bilaterais do primeiro-ministro chinês, ainda pendentes de confirmação.

No final da noite de sábado, o Governo da Coreia do Norte lançou um foguete de longo alcance para colocar em órbita um satélite de comunicações, o qual sobrevoou o Japão sem causar danos e caiu no mar, segundo fontes militares japonesas e americanas.

Após o lançamento, a China pediu "calma e moderação" apesar da generalizada condenação internacional e, junto com a Rússia, reivindicou equilíbrio no momento de adotar uma resposta conjunta na ONU.

A cúpula em Pattaya reunirá os dez países-membros da Associação de Nações do Sudeste Asiático (Asean, em inglês), formada por Brunei, Camboja, Filipinas, Indonésia, Laos, Malásia, Mianmar, Cingapura, Tailândia e Vietnã, e também contará com a presença dos países mais importantes da região, como China, Coreia do Sul, Japão, Índia e Austrália. EFE gmp/bba

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG