China desbarata grupo acusado de planejar ataque na Olimpíada

A imprensa estatal chinesa informou nesta quinta-feira que a polícia de Xangai desbaratou um grupo de pessoas acusadas de planejar um ataque contra um estádio de futebol que será usado durante os Jogos Olímpicos. A descoberta do grupo aconteceu poucas semanas antes da Olimpíada, que terá início no próximo dia 8 de agosto na capital chinesa, Pequim, e diversas outras cidades chinesas, entre elas Xangai.

BBC Brasil |

Segundo a agência de notícias estatal Xinhua, o chefe de polícia de Xangai, Cheng Jiulong, disse que as autoridades da cidade obtiveram informações de que ''organizações terroristas internacionais provavelmente iriam realizar um atentado terrorista contra uma das sedes olímpicas durante os Jogos''.

Após isso, as autoridades locais promoveram batidas e prenderam os acusados.

A agência chinesa não deu detalhes sobre o número de pessoas que foram presas, suas identidades, de onde elas são nem se elas são suspeitas de pertencer a algum grupo.

Xinjiang
O chefe da polícia de Xangai afirmou que o estádio olímpico de futebol da cidade e os alojamentos construídos para os jogadores agora se encontram ''em um nível seguro'', mas que ''a ameaça de um ataque terrorista ainda continua''.

O governo da China vem alertando para possíveis ameaças contra os Jogos Olímpicos, originadas, em particular, da região de Xinjiang, de vasta população muçulmana, no oeste do país.

Mas entidades de direitos humanos acusam as autoridades chinesas de exagerar a ameaça a fim de coibir quaisquer formas de protestos durante a Olimpíada.

Xangai deverá sediar 12 partidas de futebol durante os jogos. A Seleção Brasileira não disputará jogos na cidade na primeira etapa, mas poderá atuar em Xangai caso se classifique para as fases seguintes.

Durante a Olimpíada, policiais chineses deverão realizar revistas aleatórias nas áreas próximas ao estádio de futebol e câmeras de vigilância em 1,5 mil ônibus públicos que passam regularmente pelo estádio.

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG