País vive seu pior período de chuvas em 12 anos

Pequim - O Governo chinês decretou um dia de luto nacional no domingo pelas vítimas do deslizamento de terra que arrasou a cidade de Zhouqu, na província de Gansu (noroeste), que deixou 1.156 mortos, informou hoje a agência oficial de notícias "Xinhua".

Militares e sobreviventes realizam buscas em região atingida por deslizamento de terra na China
AP
Militares e sobreviventes realizam buscas em região atingida por deslizamento de terra na China

A catástrofe completa amanhã uma semana. China vive seu pior período de chuvas em 12 anos, com mais de três mil mortos e desaparecidos desde o início da temporada, em maio. Hoje, na cidade de Yingxiu, em Sichuan, província vizinha a Gansu, 32 pessoas desapareceram depois que as inundações derrubaram o hospital onde estavam.

Antes, deslizamentos de terra mataram cinco pessoas e deixaram 500 isoladas na província. O centro de meteorologia da China anunciou hoje que prevê fortes chuvas para os próximos dias. As províncias mais afetadas serão Heilongjiang, Jilin, Liaoning e, até domingo, choverá também em Sichuan, Shaanxi, Shandong e Yunnan.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.