China crê que novo embaixador dos EUA desempenhe papel positivo nas relações

Pequim, 18 mai (EFE).- A China acredita que o novo embaixador dos Estados Unidos no país asiático, o republicano Jon Huntsman, desempenhe um papel positivo nas relações bilaterais, segundo o Ministério de Assuntos Exteriores chinês.

EFE |

"Esperamos que o escolhido desempenhe um papel positivo e trabalhe para o desenvolvimento das relações bilaterais em uma nova era e fortaleça a amizade entre os dois povos", diz um comunicado oficial divulgado pela agência oficial "Xinhua" e pelo jornal governista "Global Times".

Huntsman, de 46 anos e até agora governador de Utah, foi confirmado no último dia 15 no cargo pelo presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, com Taiwan, Coreia do Norte e a luta conjunta contra a crise como assuntos destacados na agenda das relações entre Washington e Pequim.

A agência "Xinhua" destaca que Huntsman fala com fluência o chinês mandarim e adotou uma filha nascida no país asiático (além de outra na Índia).

"Assume um papel crucial na diplomacia entre duas nações que são cada vez mais interdependentes em assuntos econômicos e com frequência protagonizam tensões sobre questões como os direitos humanos ou a venda de armas a Taiwan", destacou a agência "Xinhua".

Huntsman, que já trabalhou nas Administrações de Ronald Reagan e nas dos dois presidentes da família Bush, foi missionário mórmon em Taiwan e apoia a implantação do estudo de mandarim no ensino público dos EUA. EFE abc/ma

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG