China continua sem afirmar compromisso com redução de emissões

Pequim, 7 mar (EFE).- O ministro de Assuntos Exteriores chinês, Yang Jiechi, disse hoje que China contribuirá com o que lhe corresponde ao sucesso da cúpula de dezembro sobre a mudança climática que a ONU realizará em Copenhague (Dinamarca).

EFE |

No entanto, Yang não disse se Pequim se comprometerá às reduções de emissões de CO2 que os países ocidentais consideram necessárias para lutar contra a mudança climática.

Até agora, a China se negou a dizer se aceitará cortes específicos, pois, junto com outros países em desenvolvimento e emergentes, como Brasil e Índia, se beneficiam da cláusula de país em desenvolvimento do Protocolo de Kioto, que os exime.

Yang disse hoje que a China contribuirá com o acordo em Copenhague, mas deverá ser correto e "diferenciado", em referência a que levem o peso da diminuição de emissões os países que mais poluíram durante mais tempo.

A cúpula de dezembro em Copenhague tentará encontrar um sucessor para o Protocolo de Kioto, que expira em 2012, e os países desenvolvidos temem que não haja acordo se a China não aceitar o compromisso firme de limitar suas emissões. EFE pc/an

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG