Londres, 2 mai (EFE).- A China construiu em segredo o que pode ser uma grande base destinada a submarinos nucleares, num desafio ao poderio americano no Pacífico, informa hoje o jornal The Daily Telegraph.

O diário publica fotos obtidas com um satélite de um grande porto que poderia acolher vários submarinos dotados de mísseis balísticos nucleares, assim como porta-aviões.

As imagens, obtidas pela companhia comercial de satélites DigitalGlobe, foram divulgadas pela revista de defesa "Jane's Intelligence Review".

Os analistas dessa revista sugerem que a base, situada em Sanya, na ponta sul da ilha de Hainan, permitiria uma aproximação tática dos submarinos nucleares chineses ao território americano.

Algumas das imagens obtidas mostram diversos navios de guerra ancorados e até onze entradas para uma rede de túneis nas colinas próximas à base.

Algumas fontes acreditam que esses túneis podem levar a cavernas capazes de esconder de satélites espiões até 20 submarinos nucleares.

Segundo Christian Le Miere, diretor da "Jane's Intelligence Review", o complexo descoberto graças aos satélites indica que Pequim "quer exercer um maior controle sobre a região".

"É um desafio a qualquer potência hegemônica e especialmente aos Estados Unidos, que continuam sendo a potência dominante na região", assinala.

Até agora, a China não explicou por que decidiu construir esse complexo, e apresenta a ilha tropical de Hainan como uma espécie de novo Havaí, assinala o "Daily Telegraph". EFE jr/mh

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.