China confirma primeiro caso de gripe suína

A China confirmou nesta segunda-feira o primeiro caso de gripe suína no país e está buscando pessoas que tenham tido contato com o paciente. O caso confirmado é de um estudante chinês de 30 anos que retornou recentemente dos Estados Unidos.

BBC Brasil |

O paciente identificado apenas como Sr. Bao chegou à China no sábado.

Ele veio do Estado de Minnesota via Tóquio e passou por Pequim antes de chegar a Chengdu, capital da província de Sichuan.

O paciente está internado numa ala isolada do hospital de Chengdu para doenças infecciosas.

O governo está tentando alcançar todas as pessoas que entraram em contato com o Sr. Bao no vôo NW029 da companhia aérea americana Northwest Airlines para colocá-las sob observação.

Cerca de 130 dos 150 passageiros que estavam na conexão doméstica, U8882 Pequim-Chengdu da Sichuan Airlines, já estão em quarentena, informou a imprensa estatal chinesa nesta segunda-feira.

Casos

Este é o primeiro caso confirmado na China.

Há quase duas semanas, um caso foi registrado em Hong Kong, que é uma região administrativa independente de Pequim.

O caso observado em Hong Kong era de um turista mexicano que aterrissou na região vindo da Cidade do México, num voo da Aeroméxico via Xangai. Todas as pessoas que tiveram contato com ele durante a viagem ficaram de quarentena.

As autoridades de Hong Kong retiveram por uma semana quase 300 pessoas de diversas nacionalidades que estavam no mesmo hotel que o turista mexicano.

Os hóspedes só foram liberados na última sexta-feira, após não apresentarem nenhum sintoma da doença.

De acordo com o governo de Hong Kong, a região está temporariamente livre da gripe suína, pois não houve propagação do vírus para novas vitimas.

Controle

A China está respondendo à ameaça da gripe suína com medidas de forte controle.

Há quase duas semanas o país suspendeu as conexões aéreas com o México e isolou os turistas mexicanos.

O México classificou a quarentena imposta pela China como "injustificável", enquanto os chineses afirmaram se tratar de uma medida necessária por questão de saúde pública.

O impasse sanitário gerou desavenças diplomáticas que só foram resolvidas na semana passada, quando um voo fretado veio à China buscar os mexicanos em quarentena, ao mesmo tempo em que outro avião foi ao México recolher os chineses que estavam sem conexões para regressar à Ásia.


Leia mais sobre gripe suína

    Leia tudo sobre: gripe suína

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG