China: Cinco pessoas, incluindo 4 crianças, morrem após tremor de 7,8 graus

Pequim - Pelo menos cinco pessoas morreram hoje no sudoeste da China, entre elas quatro eram crianças, cuja escola desabou por causa do forte terremoto de 7,8 graus que atingiu grande parte do país, informou hoje a agência estatal Xinhua.

EFE |

Pelo menos duas escolas primárias da localidade de Wenhua, no distrito de Liangping, desabaram por causa do terremoto, um dos piores registrados no país asiático em 30 anos.

A agência "Xinhua" informou inicialmente que mais de 100 pessoas de uma escola haviam ficado feridas, e depois indicou que outras duas crianças estão gravemente feridas.

A quinta vítima morreu no distrito de Santai, na província de Sichuan, devido à queda de uma caixa d'água, acrescentou a informação da agência estatal.

Chongqing está a cerca de 300 quilômetros do epicentro do terremoto, localizado perto da localidade de Wenchuan.

Em 1933, um terremoto de 7,5 graus registrado nessa mesma zona deixou 9.000 mortos.

O terremoto de hoje foi sentido em grande parte da Ásia Oriental e, por exemplo, em Pequim, muitas pessoas saíram de casa por medo do terremoto.

Os especialistas desmentiram rumores que se estenderam pela capital, que receberá os Jogos Olímpicos em agosto, de que pode haver um forte terremoto esta noite, uma réplica do tremor de Sichuan.

Responsáveis da construção do Estádio Olímpico citados pela imprensa oficial afirmaram que a estrutura não foi afetada pelo terremoto, já que foi projetada para suportar terremotos de até 8 graus. EFE abc/an

    Leia tudo sobre: china

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG