China celebra suspensão do programa nuclear norte-coreano

Regime de Pyongyang disse que também suspenderá os testes com mísseis de longo alcance e permitirá aos inspetores da AIEA que comprovem a suspensão do enriquecimento de urânio

EFE |

A China celebrou nesta quinta-feira a moratória nuclear anunciada por Pyongyang e "a melhora das relações entre a Coreia do Norte e os Estados Unidos, que contribuem para a manutenção da paz e a estabilidade na península coreana", afirmou um comunicado emitido pelo porta-voz oficial, Hong Lei.

"A China deseja trabalhar com as partes implicadas para avançar nas conversas de seis lados e desempenhar um papel construtivo para a paz e a estabilidade em longo prazo na península coreana e no nordeste da Ásia", destacou a nota.

Pequim, o principal aliado da Coreia do Norte, expressou desta forma sua satisfação pelo anúncio de Pyongyang, que suspenderá seu programa de enriquecimento de urânio em troca de ajuda alimentícia.

O regime de Pyongyang disse que também suspenderá os testes com mísseis de longo alcance e permitirá aos inspetores da Agência Internacional de Energia Atômica (AIEA) que comprovem a suspensão do enriquecimento de urânio.

O anúncio aconteceu após as conversas mantidas em Pequim por Coreia do Norte e EUA na semana passada, três meses depois da chegada ao poder do novo líder norte-coreano, Kim Jong-un.

As conversas de seis lados entre as duas Coreias, Japão, China, EUA e Rússia estão bloqueadas desde 2009, e Pequim reiterou desde então que constituem o único mecanismo para assegurar a desnuclearização da península coreana.

    Leia tudo sobre: COREIA DO NORTE CHINA

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG