China anuncia teste antimíssil após venda dos EUA a Taiwan

PEQUIM (Reuters) - A China testou com sucesso novas tecnologias militares destinadas a abater mísseis em pleno ar, informou o governo na noite desta segunda-feira, em meio à crescente tensão com os Estados Unidos sobre as vendas de mísseis para Taiwan. A breve notícia sobre a tecnologia de interceptação de mísseis da agência estatal de notícias Xinhua deu poucos detalhes do teste e não especificou se qualquer míssil foi destruído.

Reuters |

"O teste atingiu seu objetivo esperado", disse a notícia, sem revelar qual era o objetivo.

"O teste é de natureza defensiva e não tem qualquer país como alvo", disse o ministro das Relações Exteriores chinês, segundo a publicação.

O anúncio aconteceu logo depois que os Estados Unidos aprovaram, na semana passada, a venda de mísseis de defesa aérea Patriot a Taiwan, apesar da oposição de Pequim.

As autoridades do Exército de Libertação do Povo chinês exigiu que Pequim punisse Washington e as empresas norte-americanas pela venda.

(Reportagem de Chris Buckley)

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG