China anuncia 14,9% de aumento em orçamento militar

A China anunciou, nesta quarta-feira, um aumento de 14,9% em seu orçamento militar para este ano, levando-o a um total de 480,6 bilhões de yuans (cerca de US$ 70,2 bilhões). Segundo o porta-voz do governo, Li Zhaoxing, o dinheiro será usado para pagar melhores salários, para modernização e para o que chamou de programas de construção de infra-estrutura, que incluem operações de contra-terrorismo e de apoio a catástrofes.

BBC Brasil |

Li fez questão de reiterar que os gastos militares serão para melhorar as defesas da China e não representam uma ameaça a país algum.

Nos últimos anos, os Estados Unidos vêm acusando o governo chinês de esconder a verdadeira quantia gasta em seu aparato militar. Mas Li negou a acusação. "Não existe nada disso", afirmou, em entrevista coletiva em Pequim.

O porta-voz disse que o aumento anunciado é "modesto", e argumentou que a China tem a intenção de proteger sua soberania e sua integridade territorial.

Analistas lembram que os 14,9% marcam o 19º aumento da ordem de dois dígitos nos últimos 20 anos nos gastos militares chineses.

Mas segundo o correspondente da BBC em Pequim, James Reynolds, muitos na China acreditam que os gastos militares do país ainda são relativamente pequenos se considerados per capita
.

Eles reforçam ainda que o orçamento militar chinês ainda é oito vezes menor que o dos Estados Unidos.

Para 2009, a previsão é de que os americanos gastem US$ 515 bilhões - 7,5% a mais que em 2008 - sem contar os bilhões de dólares destinados às guerras no Iraque e no Afeganistão.

O anúncio do novo orçamento militar ocorre um dia antes da sessão anual do Congresso Nacional do Povo, o Parlamento chinês.

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG