China agradece África do Sul por negar visto ao dalai lama

Pequim, 24 mar (EFE).- O Governo da China agradeceu hoje à África do Sul por negar o visto de entrada ao dalai lama, embora o país africano ainda não tenham confirmado se a recusa foi devido a pressões de Pequim.

EFE |

"Todos os países devem respeitar a soberania e a integridade territorial da China e se opor à independência do Tibete. Apreciamos as medidas de outros países neste sentido", assinalou o porta-voz da Chancelaria chinesa Qin Gang, em coletiva de imprensa.

Qin reiterou que o dalai lama é "um exilado político envolvido há longo tempo em atividades separatistas sob o pretexto da religião" e destacou que a China se opõe a que qualquer país dê abrigo ao líder tibetano.

O dalai lama tinha sido convidado a uma conferência internacional sobre a paz e o esporte que será realizada esta semana em Johanesburgo, mas o Governo sul-africano decidiu não autorizar a entrada do líder tibetano.

Porta-vozes da Presidência sul-africana alegaram que a participação do monge budista "poderia ofuscar os preparativos para a Copa do Mundo de Futebol", que acontece em 2010 no país. EFE abc/rr

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG