totalmente falsa - Mundo - iG" /

China afirma que lista de tibetanos mortos é totalmente falsa

A China tentou desacreditar nesta segunda-feira as afirmações dos exilados tibetanos de que as tropas oficiais mataram manifestantes durante os protestos no Tibete e afirmou que uma lista com o nome de 40 pessoas mortas é totalmente falsa.

AFP |

"A lista é totalmente falsa e tem como objetivo dissimular a violência organizada pela camarilha do Dalai Lama", afirmou a agência de notícias oficial Nova China.

A declaração faz referência a uma lista de 40 vítimas "identificadas" que o governo tibetano no exílio apresentou há duas semanas.

Segundo a Nova China, a polícia determinou que uma das cinco pessoas citadas "com endereços precisos na lista" permanece viva e as outras não existem.

"As outras 35, das quais a camarilha não divulgou endereços precisos, indicando apenas seu local de residência como 'Lhasa, Tibete' ou 'Aba, Sichuan', não puderam ser localizadas", acrescenta a agência, com base em informações policiais.

O governo tibenano no exílio em Dharamsala (Índia) afirma que pelo menos 150 pessoas morreram em conseqüência da repressão chinesa.

O governo chinês alega ter atuado com moderação e que as tropas oficiais não mataram ninguém. Além disso, acusa os manifestantes tibetanos de serem os responsáveis pela morte de 20 pessoas, incluindo dois policiais.

mbx-frb/fp

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG