China aceita retirar bloqueio de alimentos de duas províncias japonesas

Os alimentos do Japão foram bloqueados depois da vazamento na usina de Fukushima

EFE |

O primeiro-ministro chinês, Wen Jiabao, comunicou neste domingo a seu colega japonês, Naoto Kan, que seu país aceita retirar o bloqueio alfandegário mantido sobre produtos agrícolas de duas províncias japonesas por medo de que estivessem contaminados.

Após o começo da crise nuclear na central de Fukushima, a China proibiu a entrada de produtos de 12 províncias japonesas, enquanto para alimentos do resto do país começou a exigir certificados do governo japonês que garantam que estão livres de contaminação radioativa.

Ambos os líderes se reuniram em Tóquio, onde acontece uma cúpula trilateral entre Japão, China e Coreia do Sul, cujos três líderes visitaram no sábado Fukushima, onde continua a crise nuclear, e outras áreas afetadas pelo terremoto e o devastador tsunami do dia 11 de março.

    Leia tudo sobre: JAPÃONUCLEAR

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG