A gripe suína já matou 33 pessoas e contaminou 10.491 no Chile, segundo o último relatório do ministério da Saúde, divulgado nesta terça-feira.

"Em relação aos casos confirmados em laboratório, 5,4% exigiram hospitalização e houve 33 falecimentos associados à nova influenza humana A (H1N1)", assinala o ministério.

As crianças e adolescentes seguem sendo os mais afetados pela gripe A, com 46% dos casos.

No Chile, o severo inverno austral tem contribuído para agravar a epidemia de gripe suína.

nr/LR

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.