A presidente do Chile, Michelle Bachelet, declarou hoje zona proibida à caça às baleias as águas territoriais chilenas, num perímetro de 5,3 milhões de km2, durante a reunião anual da Comissão Baleeira Internacional (CBI) realizada em Santiago.

"Nenhum cetáceo poderá ser caçado em nossoas águas territoriais", disse Bachelet ao presidir a cerimônia numa antiga fábrica na região baleeira de Quintay, na costa Pacífica, hoje transformada em museu.

Um dos decretos alusivos assinados por Bachelet declara a baleia monumento natural do Chile, enquanto outro indefere moratória sobre a pesca vigente até o ano de 2025.

Também assinou uma lei destinada a melhorar a regulamentação da exploração dos recursos marítimos "de modo a que abranja cada uma das dimensões da proteção e garanta a reprodução das baleias".

"O objetivo é promover a conservação e a reprodução das populações de cetáceos e sua biodiversidade", acrescentou Bachelet.

nr/lto/sd

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.