Chile perderá alta potencial do PIB de 1,5 ponto percentual

SANTIAGO (Reuters) - A economia chilena deverá perder um potencial de crescimento de 1,5 ponto percentual de seu produto interno bruto (PIB) em 2010, em razão do impacto do terremoto e dos tsunamis posteriores que golpearam o país, disse na quinta-feira o ministro da Fazenda, Felipe Larraín. O governo calculou as perdas pelo terremoto de magnitude 8,8 em 30 bilhões de dólares, e prepara um plano de reconstrução financiado por uma mescla de fontes a fim de fazer frente à tragédia.

Reuters |

"Esse é o diferencial do que o país poderia crescer e do que efetivamente vai crescer depois do terremoto, é o custo do terremoto, um diferencial de um ponto e meio para o ano de 2010 e logo vai caindo", disse Larraín em uma conferência.

O ministro afirmou que o governo poderia recorrer a um fundo de poupança soberana, emissão da dívida interna e externa, assim como determinou um corte no orçamento de mais de 700 milhões de dólares.

Larraín explicou que, se for decidido por se recorrer ao financiamento externo para obter recursos para o programa de recuperação, isso poderia ser feito com uma emissão de bônus em curto prazo.

"Em dois meses, dois meses e meio, o financiamento externo se faz através de bônus", acrescentou ele.

(Por Fabián Andrés Cambero)

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG